Prefeitura de Sussuapara recebe produtos finais dos Planos de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos

Na manhã desta sexta-feira, 15, o prefeito de Sussuapara Edvardo Rocha, Pé Trocado (PP), recebeu os produtos finais referentes ao Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e ao Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS).

Os Planos elaborados de forma coletiva com a participação da gestão municipal e da comunidade sussuaparense contou com a assessoria técnica da empresa NERAR Engenharia.

Em Sussuapara, o processo de elaboração do PMSB e do PMGIRS foi iniciado em julho de 2018 e concluído em dezembro do respectivo ano. Ambos são instrumentos legais voltados para ampliar a saúde pública local por meio de ações nos setores de saneamento básico, manejo dos resíduos sólidos, drenagem da água das chuvas e abastecimento de água potável.

Com os produtos em mãos, o prefeito Pé Trocado, falou como os mesmos irão contribuir positivamente para Sussuapara.

“Hoje estamos dando um passo muito importante me relação ao progresso e ao desenvolvimento, nenhum município pode crescer sem ter um plano de saneamento básico. Com o material em mãos parabenizo a empresa pelo ótimo trabalho desenvolvido. Faremos remessas para a Câmara Municipal para que seja aprovada a lei municipal, logo em seguida destinaremos cópias para as instituições públicas, a fim de provar que a Sussuapara está preparada para receber qualquer projeto ou emenda”, disse o gestor.

A engenheira sanitarista e ambiental da empresa NERAR Engenharia, Catiane Lima, destacou que os Planos tem horizonte de validade por até 20 anos, sendo submetidos a revisão há cada quatro anos diante da necessidade.

“Os Planos vigoram por até 20 anos. Neste prazo, os gestores municipais devem buscar parcerias para executar as propostas. Vale ressaltar que a cada quatro anos os mesmos devem ser revisados para possíveis alterações. Em resumo, este é um importante passo que o município dá em prol de mais saúde pública e qualidade de vida para a população”, disse a engenheira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *