INNOVA Consultoria assessora Educação de Santana na aquisição de 544 conjuntos de carteiras escolares

A Prefeitura de Santana do Piauí através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura recebeu nesta quinta-feira (07 de fevereiro) 544 novos conjuntos de carteiras escolares. O material foi destinado ao município por meio de recursos do Plano de Ações Articuladas (PAR 2018) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Ao todo, o município já recebeu nos últimos meses 864 carteiras escolares, parte delas entregues no mês de dezembro. O material utilizado para renovar o mobiliário das salas de aulas da rede municipal está orçado em R$ 237.500,00 (duzentos e trinta e sete mil, quinhentos reais).

Na aquisição do material, o município de Santana do Piauí contou com a assessoria técnica da INNOVA Consultoria. Para tanto, a empresa atuando junto a secretaria foi responsável por atualizar dados e solicitar o equipamento.

“Assessoramos a secretaria de Educação na atualização dos dados. Enviamos a demanda do município ao PAR e assim solicitamos os equipamentos com os recursos disponíveis”, explicou a assessora técnica em Educação da INNOVA, Claudene Alves Fontes.

A secretária de Educação e Cultura de Santana do Piauí, Maria Inês Rocha, explicou que o material está sendo distribuído nas escolas e que a nova quantidade recebida possibilitará renovar o mobiliário por completo das salas de aulas.

“No mês de janeiro iniciamos a distribuição de 320 carteiras escolares e agora recebemos mais 544 novos conjuntos. É uma felicidade imensa, pois finalmente vamos recuperar totalmente o mobiliário das escolas que se encontrava defasado, proporcionando o melhor para nossos alunos. A gestão da prefeita Maria José é fundamentada em promover uma educação de qualidade e assim continuaremos firmes nesse mesmo propósito”, afirmou a secretária.

Prefeita Maria José e secretária Maria Inês fazendo a entrega de carteiras

Os conjuntos de carteiras escolares são destinados para alunos com estatura entre alunos com 1,33 cm e 1,59 cm e também alunos com 1,46cm à 1,76cm e foram solicitados pela atual gestão que tem buscando melhorar a estrutura física dos prédios escolares. A ação beneficia diretamente o alunado e eleva a infraestrutura do ensino municipal que há anos enfrentou deficiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *